quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Confissões de um Operador de Drone: Os homens que Distribuem Morte a partir de um Computador

Tradução José Filardo

 AlterNet  /  Por  Bill Berkowitz

Não há maneira de contornar isso, e não há como escapar; os drones estão aqui para ficar.

 

Um drone americano passa perto de Kandahar em 01 de janeiro de 2009

Ao contrário de outros de sua idade que podem estar em casa jogando videogames violentos com nomes como Bulletstorm, Grand Theft Auto, Mortal Kombat e Splatterhouse, e Kindergarten Killers, o Piloto de Primeira Classe, Brandon Bryant não estava jogando.

O ano era 2007, não muito depois de Briant ter completado vinte e um anos.

http://bibliot3ca.wordpress.com/confissoes-de-um-operador-de-drone-os-homens-que-distribuem-morte-a-partir-de-um-computador/



"Com enorme potencial de crescimento e gastos, os drones serão um centro de nossa política para o futuro previsível", destacou Matthew Poder da GQ. "(Até 2025, os drones  serão um negócio de 82 bilhões de dólares, empregando mais de 100 mil trabalhadores.) A maioria dos americanos - 61 por cento na última pesquisa Pew - apoiam a ideia de drones militares, uma projeção do poder americano que não colocará em risco vidas americanas".

Nenhum comentário: